sábado, 11 de dezembro de 2010

Não Digas Nada

Não digas nada!
Nem mesmo a verdade
Há tanta suavidade em nada se dizer
E tudo se entender —
Tudo metade
De sentir e de ver...
Não digas nada
Deixa esquecer

Talvez que amanhã
Em outra paisagem
Digas que foi vã
Toda essa viagem
Até onde quis
Ser quem me agrada...
Mas ali fui feliz
Não digas nada.

Fernando Pessoa

2 comentários:

Suzana Martins disse...

Eu amo o Pessoa e todas as 'pessoas' do Pessoa!!

Adorei demais vim visitar o seu cantinho!!!

Beijos e bom sábado!!^^

Juscélia disse...

Eu amo o Pessoa e todas as 'pessoas' do Pessoal. E amo as pessoas que lêem e postam no meu cantinho, deixando pedacinhos de si. Obrigada Suzana. Bjocas para vc...

Postar um comentário

O meu passado é tudo quanto não consegui ser. Nem as sensações de momentos idos me são saudosas: o que se sente exige o momento; passado este, há um virar de página e a história continua, mas não o texto.
Fernando Pessoa

Obrigada pela visita...