sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Trinta e três


Mulher água diluída em gotas, essências da vida.
Mulher fogo, trepidar e brasa. No verão de agora.
Mulher cinza dos tempos de outrora. Dos invernos de rigor e glórias.
Mulher fênix que surge nestes dias entre os três e os trinta, formando seus trinta e três manifestos em ser “Mulher”.
Contesto os efeitos
contexto dos anos
 danos da vida,
dona de mim...
Cultivo o gozo intenso do viver, pé na terra molhada e lambuzada de palavras escondidas e amassadas que reguei ontem.
Os dias que chegam como as paredes invisíveis e imaginárias, tiranos e belos.
Os contemplo nu... no vazio.
Quero tudo...
Quero dar chance aos meus ouvidos e minha sensibilidade neste imutável itinerário do seguir em frente.
Quero dizer a verdade sem atalhos.
Quero ser simples tentando ser bela aos meus olhos.
Quero ser interessante e singela, com direito a sorrisos e chinelas.
Quero degustar um bom vinho ao som de Jazz ou quem sabe aceitar aquele tango do convite que ainda não veio.
Quero café com leite quente, cama macia e colo.
E na essência dos três para não denunciar as madrugadas frias,
Quero colocar-me nua... observar, chamar, partir...
Tudo isso me compõe e me destrói.
Desprezo certas regras pacatas com confidências repetitivas.
Mas por querer buscar sempre o belo recomendo a mim mesma ter cautela.
Por isso, agora, eu adoro versos
Ladrilhos e desejos
Desarmada e  intacta
tantas notas musicais em mim agora... nestes bem vindos trinta e três anos.... 

Juscélia Sousa

5 comentários:

Arimatéia Macêdo disse...

Juscélia, lindo texto, linda fotografia. O texto e a fotografia, que o acompanha, se completam. Mantenha-se sempre assim. Com grande poder de criação. Um beijo.

João Pignata Saura disse...

Mulher borboleta! mulher linda! mulher guerreira! Guerreira sensual...É lindo ver um renascimento na prenitude dos 33 anos. Certamente muitos tangos serao dançados por vc entre uma taça e outra de vinho. Sinto-me orgulhoso de ser teu amigo justamente nesta fase. Beijos Guerreira Maravilha!

Cláudia Costa disse...

Ju,

De menina você só tem o layout e a doçura (e que Deus os mantenha!).
Os desejos, as palavras, a vivência são de uma MULHER LINDA, de se ver e de se ler.

Obrigada por nos brindar com seu texto e figura. Te desejo desejos realizados sempre.

Bjks,

De Atos e Fatos A Anos Luz disse...

Linda amiga Juscélia, nada + lindo que o esplendor dos 33, onde não somos + adolescente, nem criança, só MULHER.
MULHER no sentido da palavra. MULHER!
MULHER que sente prazer em uma taça de vinho, em uma cama macia no aconchego de um colo, escutando Jazz.
A vida tem outros prazeres, + este com certeza é um dos melhores.
Parabéns amiga belo texto. AMEI.
BeiJanes neste admirável e ardente coração.
Jane Di Lello.

Fabio Rocha disse...

Lindo, linda.

Postar um comentário

O meu passado é tudo quanto não consegui ser. Nem as sensações de momentos idos me são saudosas: o que se sente exige o momento; passado este, há um virar de página e a história continua, mas não o texto.
Fernando Pessoa

Obrigada pela visita...